LinkedIn

Estamos com vagas abertas! Venha fazer parte do futuro do transporte! Acesse agora nossa página de Carreiras

hero image

Picking na logística: qual a relevância do processo para o setor?

Confira aqui:

Entender a importância do picking para a logística empresarial pode ser um diferencial competitivo para um negócio. Confira esse conceito e sua relevância!

Picking na logística: qual a relevância do processo para o setor?

A logística é um pilar central para o sucesso de uma empresa. Afinal, ela é responsável por todas as etapas que envolvem a entrega de um produto ao seu consumidor final. Saiba que a excelência empresarial no campo da logística começa com um processo chamado picking.

Ele influencia diretamente na rapidez e na qualidade das entregas — um fator que os clientes estão valorizando cada vez mais. Entender esse conceito e como ele é importante no contexto empresarial pode ajudar a manter sua empresa competitiva no mercado.

Diante disso, confira neste conteúdo o que é o picking e qual é a relevância do processo para o setor de logística de uma organização.

Acompanhe!

O que é o picking?

Picking é um termo em inglês que pode ser traduzido como pegar ou escolher. No cenário empresarial, ele se refere ao processo de retirada e coleta de itens de um estoque para completar uma ordem de compra. 

Essa atividade é fundamental dentro da cadeia de suprimentos e logística, pois ela impacta diretamente a eficiência e a precisão do atendimento ao cliente. Durante o picking, os operadores de armazém localizam os produtos solicitados, coletam a quantidade exata e preparam para a entrega.

Métodos eficazes de picking reduzem erros, economizam tempo e contribuem para a satisfação do cliente, garantindo que o produto certo seja entregue no prazo correto. 

Vale destacar que, até pouco tempo, o sucesso da operação dependia da organização do estoque e do bom treinamento dos funcionários. Contudo, com a chegada de novas tecnologias ao campo da logística, diferentes estratégias estão sendo utilizadas para otimizar a tarefa. 

Elas englobam soluções como o uso de robôs de coleta e sistemas integrados capazes de rastrear e gerenciar o inventário da organização.

Como o picking funciona?

Depois de aprender o conceito de picking em um ambiente corporativo, é interessante compreender como esse processo funciona. A coleta de produtos no estoque varia conforme as necessidades e a estrutura da empresa, mas geralmente envolve um padrão específico.

Confira!

Recebimento do pedido

O picking geralmente se inicia com o recebimento do pedido, que é registrado e processado em um sistema de gerenciamento de estoque. A demanda pode surgir de um cliente externo ou de outro setor da companhia.

Localização do item

Após a recepção do pedido, inicia-se a etapa de localização do item requisitado em estoque. Isso geralmente é feito pela consulta a uma base de dados, contendo o acervo de bens vendidos pela companhia e o local onde ele se encontra.

Coleta do item

Sabendo a localização do item vendido, um colaborador ou robô se dirige ao setor do estoque onde o bem será encontrado. Ao chegar ao local apropriado, o operador procede com a identificação e coleta do produto requisitado.

Verificação do item

Depois da coleta, é feita a verificação para garantir a qualidade da entrega. Isso envolve inspecionar cada item para garantir que ele corresponda ao pedido do cliente, em termos de tipo, quantidade e condição, visando evitar reclamações ou devoluções.

Preparação para a entrega

Para concluir o processo de picking, é feita a preparação para a entrega do item. Nessa etapa, o bem costuma ser embalado e etiquetado, passando a conter informações essenciais para seu transporte. A atenção é fundamental para manter a integridade dos produtos e evitar entregas equivocadas.

Quais são os tipos de picking?

No segmento empresarial, existem diversos métodos de picking, cada um adaptado às necessidades específicas de uma empresa. Veja os principais modelos disponíveis!

Discreto

Nesse modelo, cada produto é coletado individualmente, garantindo precisão na seleção dos itens. O método é ideal para pedidos complexos ou personalizados.

Por lote

O picking por lote agrupa bens em quantidades maiores para atender a múltiplos pedidos de uma vez, aumentando a produtividade e reduzindo o tempo no armazém e em trânsito.

Por zona

Nesse tipo de picking, divide-se o armazém em setores específicos, otimizando o processo de acordo com a localização dos itens.

Por onda

A organização dos pedidos é baseada em critérios como tipo de produto ou prioridade de entrega, permitindo um processamento sequencial e sistemático.

Por rotação

Nesse caso, são priorizados itens com maior frequência de saída, posicionando-os de forma acessível para acelerar a coleta e minimizar o esforço dos colaboradores ou robôs utilizados.

Por cluster

Nessa modalidade, é feita a coleta simultânea de produtos de diferentes pedidos que compartilham a mesma localização no armazém, visando a maximização da eficiência operacional.

Dinâmico

No picking dinâmico, realiza-se o ajuste contínuo dos métodos de coleta com base em análises de dados em tempo real, para se adaptar às mudanças na demanda e no inventário.

Qual é a relevância do picking para o setor logístico de uma empresa?

Até aqui, você conferiu informações relevantes sobre o funcionamento do picking e os diferentes tipos existentes. No entanto, ainda falta aprender qual é a relevância do processo para o setor logístico de uma empresa.

Por estar ligado ao procedimento de entrega de um produto para o consumidor, o picking exerce um papel fundamental na cadeia logística. Isso porque ele influencia diretamente na eficiência e na produtividade da empresa e do caminhoneiro que faz o transporte das mercadorias.

Tenha em mente que um sistema de picking bem estruturado pode abreviar o tempo de processamento e entrega dos pedidos. Afinal, o intervalo de coleta é reduzido, diminuindo a espera do entregador — que poderá fazer mais entregas no dia — e do cliente.

Por consequência, a prática se traduz em uma maior capacidade de resposta às demandas do mercado e em um fluxo de trabalho mais ágil. Buscar soluções de picking também contribui para a transparência operacional, já que a abordagem oferece uma visão clara do percurso dos produtos, desde o estoque até a entrega. 

Ao implementar controles de qualidade durante o processo de picking, as empresas podem reduzir significativamente o envio de itens incorretos. Essa medida resulta em menos devoluções e, portanto, proporciona a economia de custos.

Ademais, quando uma companhia entrega rapidez e qualidade para o cliente, ela aumenta as chances de fidelizar o seu público-alvo. Com isso, a tendência é que ele compre mais com a mesma organização — aumentando as suas vendas e receitas.

Conclusão

Como você viu, o picking é muito mais do que apenas um processo de seleção de produtos: trata-se de uma ferramenta fundamental na logística empresarial. Dar atenção a esse elemento contribui para reduzir o tempo de entrega e aumentar a satisfação do cliente, beneficiando o seu negócio.

Quer saber como a LOTS pode contribuir para melhorar as suas operações logísticas? Conheça as múltiplas soluções de transporte disponíveis para empresas.

Moving you ahead